7 dicas para criar um aplicativo profissional

Planejar e criar um aplicativo é apenas o começo de qualquer ação mobile. Com tantos aplicativos disponíveis gratuitamente, seu app deve ter algo que chame a atenção do seu usuário ou então seus esforços não trarão bons resultados.

Não basta ser profissional, você precisa PARECER profissional.

Conseguir que as pessoas baixem seu app já é um grande desafio. Fazer com que elas continuem acessando seu conteúdo depende de um conjunto de fatores que vão desde a aparência principal do app até os pequenos detalhes que a maioria dos desenvolvedores deixa passar batido.

Quer aumentar suas chances de sucesso com os apps da Fábrica de Aplicativos? Veja a lista de dicas que preparamos para você:

1. Cuide da aparência

Da sua também, mas agora estou falando do seu app. Ele tem uma boa aparência ou parece feito sem nenhum cuidado? As imagens tem boa resolução ou estão desfocadas?  Os ícones foram bem desenhados e combinam entre si?

Acredite: antes de ler qualquer linha de texto seu usuário vai julgar a qualidade do seu app a partir das imagens que encontrar.

Uma pizza feia e em baixa resolução comparada com uma pizza bem feita, em alta resolução
Use sempre a melhor imagem disponível

Para aumentar as chances do seu app ser baixado e acessado você deve garantir que escolheu as melhores imagens possíveis – seja a imagem de divulgação, a imagem inicial do seu app, fundo e cabeçalho até os ícones internos – TODAS as imagens devem ser bem produzidas.

Que tal começar pelo QR Code? Veja algumas ideias criativas no post Como tornar seus QR Codes mais interessantes. E se não souber criar boas imagens peça ajuda a um amigo ou contrate um designer!  Afinal, quanto vale um app que não é usado por ninguém? Pense nisso.

2. Escreva corretamente

Conheço um monte de gente que se orgulha de falar Inglês, Alemão e Francês mas erra feio na língua portuguesa.

Não sei você, mas eu não costumo levar a sério quem escreve coisas como “a gente vamos”, “pobrema”, “asterístico” e por aí vai. Fique atento quando estiver criando seus textos. O Word tem um bom corretor ortográfico. Vale a pena corrigir os erros com calma. Se possível peça para outra pessoa ler seus textos e apontar os erros de Português.

Se você atualiza o app para algum cliente é bem comum receber textos prontos. Acontece muito comigo. O cliente me envia um e-mail dizendo “Põe isso aqui no app”. Leio com atenção e pego um ou dois erros. Fazer o que? Ele é o cliente e pode errar. Eu não. (mas acontece viu? A vida é essa…)

Mesmo que um cliente mande um texto prontinho para você colocar no app, dê uma conferida.
Todo app que você cria passa a ser uma vitrine do seu trabalho. Imagine que seus futuros clientes vão se basear no seu trabalho atual para decidir se contratam você ou não.

Quer um conselho profissional sobre como escrever bem? Este vem direto da minha professora de Português da quinta-série: “Se quer escrever corretamente, leia mais!” E ela falava sobre bons livros, ok? Naquela época a gente nem sonhava com internet ou blogs de humor.

3. Atualizações constantes

Você pagaria por um jornal da semana passada? Ou que tal acessar o UOL para ver as novidades do dia e dar de cara com notícias do mês anterior? Talvez você fique animado quando receber um convite para uma festa e descobrir que a tal festa foi ontem à noite. É com esse mesmo ânimo que seus usuários ficam quando acessam seu app desatualizado. Ninguém gosta de notícias velhas. Não importa se a pessoa está lendo um jornal, site ou aplicativo.

Faça com que seu app seja útil e atual, senão ele perde sua função. Adicione novas informações, notícias e vídeos. Faça o que for preciso mas não deixe o app com a mesma cara de sempre!

Senão seus usuários vão entrar uma segunda vez e ver que nada mudou.  Talvez até acessem seu app pela terceira vez. Se nada tiver mudado, será que vão continuar acessando?

Eu não acessaria novamente e você? A frequência de atualização vai depender do seu público e do tipo de app que você criar. Quer um exemplo? Se for um app de restaurante, com cardápio diário, seria legal você atualizar todos os dias. Óbvio né? Mas concentre-se em fazer o óbvio pro enquanto. (A maioria não faz nem isso.)

Para um app de corretor de imóveis seria bom atualizá-lo a cada novo lançamento imobiliário. A frequência de atualização pode ser menor, concorda?

Quer mais exemplos? Vamos lá: você criou um app de notícias da sua cidade. Atualizá-lo todos os dias seria muito bom já que notícias velhas não servem pra muita coisa. Porém, se você criou um app com as melhores receitas da sua avó, pode atualizar de vez em quando que tá ótimo.

Muita gente pergunta “- Alexandre, isso é uma regra?” E eu sempre digo “- Nãaaaaaaaaao!”
Nada o impede de ter um app de corretor com atualização mensal na aba de imóveis mas com atualizações semanais para uma aba de dicas para compradores de apartamentos. Certo?

Cada apper deve montar uma estratégia de atualização conforme seu público. A regra que eu uso é testar coisas novas e ver o que funciona melhor para cada app.

4. Conteúdo relevante

Ofereça um conteúdo decente paras as pessoas. Simples assim.
Isso faz com que você seja visto como profissional em qualquer área. Inclusive no mundo mobile!

As pessoas percebem quando seu conteúdo é fraco. Não tente enrolar seu público ou ele vai apertar um botãozinho e deletar seu app para sempre. As vezes vai ser difícil fugir da tentação de produzir qualquer conteúdo só pra não deixar de atualizar seu app. Cuidado! Nessas horas você pode criar matérias do tipo  “Anão vestido de palhaço mata 8 em Maringá” Com certeza você terá um novo conteúdo, mas seus usuários podem desconfiar que você está sem ideias interessantes.

Para aqueles dias em que a criatividade tirar férias e você não conseguir produzir nada decente , tente algo assim:
– Leia novos blogs e sites interessantes
– Vá pra rua fazer algumas fotos ou peça para as pessoas enviarem fotos sobre o tema do seu app
– Faça um curso e se apresente para as pessoas durante o intervalo
– Filme uma entrevista com seus professores da escola ou faculdade
– Vá passear com seu cachorro. Talvez você só esteja estressado 😀

Não caia na tentação de entulhar seu aplicativo com informações inúteis só pra mantê-lo atualizado. Ofereça conteúdo RELEVANTE para as pessoas e elas o verão como alguém de valor.

5. Divulgação bem feita

Você pode ter criado o melhor app do mundo mas ele não vai saltar sozinho para dentro do smartphone das pessoas. É preciso contar para seus possíveis usuários que você criou um app interessante.

Amadores fazem isso de qualquer jeito e contam com a sorte. Profissionais fazem isso de forma planejada e CRIAM a própria sorte. A forma como você vai divulgar seu app diz muito sobre você. Quer parecer profissional? Divulgue seu app de forma profissional:

Nas redes sociais: Crie uma boa apresentação do seu link e QR Code. Use boas imagens, texto bem escrito e adequado ao público que quer atingir. Publique as mensagens divulgando seu app em dias e horários diferentes. Meça os resultados e faça testes com novas imagens, novos textos e novas cores. Experimente e veja qual a combinação de tudo isso produz os melhores resultados.

Cara a cara com clientes potenciais: Talvez você esteja criando aplicativos para vender a uma empresa. Se for apresentar seu app para o dono de um negócio vá bem arrumado. ( Ou arrumada!  Algumas meninas também estão vendendo apps e ganhando um bom dinheiro com isso.) Penteie o cabelo, faça as unhas e escolha uma roupa limpa e passada. Sugiro que você apresente o app em funcionamento por isso garanta que a internet do seu celular está funcionando antes de chegar no cliente.

Ah! E e aproveite para dar uma limpada na tela do seu smartphone. Ninguém gosta de tocar num celular que estava nadando no óleo da batata frita.

E lembre-se desse truque: um tom de voz baixo vai fazer com que pareça mais confiável. O segredo é abaixar um pouco o queixo enquanto fala. E fale devagar. Dificilmente você vai parecer profissional falando muito rápido.

E não se preocupe muito com a sua idade. Mantenha uma atitude positiva e vá caçar seus leões, ok?

6. Remova o banner

Qual a primeira coisa que você faz quando uma propaganda pula na sua cara assim que abre um site? Você a fecha ou pula de alegria?

“-Uma propaganda! Uma propaganda! ADORO propaganda! UHU!!!”

Igual a você, sou desses que não gosta de propagandas e ofertas na minha cara. Aposto que o usuário do seu app também não gosta. Então, faça a vida do seu usuário um pouco mais feliz e dê a ele a experiência de navegação que você mesmo gostaria de ter.

Quer que seu app tenha uma aparência mais profissional? Tire aquele banner que aparece no rodapé do aplicativo. É super baratinho tirar aquele trem dali. São apenas R$9,99 por mês. Você paga mensalmente pelo PayPal. Problema resolvido.

Sabe como fazer isso? Assim que gerar seu aplicativo uma telinha aparece perguntando se você quer continuar com seu app gratuito ou prefere contratar o plano especial. Clique no plano que você preferir – R$18 por mês – e retire o banner.

No plano especial você pode usar até 15 abas de conteúdo – em vez de apenas 10 no plano grátis – e seu app ganha mais espaço na tela do celular porque o banner sumiu! A experiência de navegação vai ficar mais agradável.

E se você cria aplicativos para vender, está esperando o que para tirar o banner? Ou você quer MESMO que seu cliente pague R$ 600,00 pelo app + uma quantia mensal de manutenção e seja lembrado o tempo todo que a plataforma de criação é gratuita?

Tá certo que você cobra pelo planejamento do app, organização geral da coisa, design, manutenção, ideias de divulgação etc, mas vai saber!? Tem gente que acha que pode fazer tudo direito e não gosta de pagar os outros. Quem dirá se souber que a plataforma onde você cria o app dele é gratuita!

Tirar o banner do seu app é fazer um favor a você mesmo e ao seu cliente: ajude-o a acreditar que você vale mais do custa. Nessas horas, todo detalhe é importante.

7. Vá além do básico

Graças aos ninjas da Fábrica de Aplicativos você pode criar e divulgar seus apps mobile sem se preocupar com muita coisa: basta criar o visual, colocar conteúdo relevante e divulgar como quiser. Só depende de você.

Porém, se você deseja dar um passo adiante no mundo mobile é preciso ir além do básico. Seu app ganhará um ar ainda mais profissional quando seu usuário puder encontrá-lo nas lojas App Store e Google Play.

Isso quer dizer que você pode simplesmente colocar uma imagem no seu site com a frase “ App disponível no Google Play” ou dizer aos seus clientes: “- Pesquisa por (nome do seu app ) na App Store. Você encontra a gente lá…” A partir desse momento você vai entrar num outro nível!

Logo Google Play

Hoje qualquer empresa tem um website. Agora responda: quantas empresas do seu mercado tem um app publicado nas lojas? Cansei de ver plaquinha de empresa divulgando INOVAÇÃO como um valor importante. Na prática a maior parte das empresas é engessada e não se movimenta com a velocidade estratégica que deveria.

Marcar presença no mundo mobile não é mais uma opção. A grande questão não é “-Será que devemos entrar no mundo mobile?” mas “- Porque ainda não estamos lá?”A Fábrica de Aplicativos ajuda você a colocar sua empresa ou ideia no mundo mobile. Basta criar um app, fazer os ajustes para deixá-lo ok e depois  publicar nas lojas.

Precisa de um app mas não tem ideia de como criar um? Acesse o post  Crie um aplicativo sem saber nada de programação e aprenda.

PERGUNTA FINAL: Depois de todas essas dicas e facilidades para ter um app profissional, qual a sua desculpa para não estar no mundo mobile?

Pessoas estão faturando nesse mercado e os concorrentes estão se mexendo. Comece a criar seus apps agora mesmo ou você pode ficar para trás. Espero que você tenha gostado das dicas. Comentários, dúvidas e link do seu app são sempre bem vindos.

Um abraço e até breve!